Apisul

NOTÍCIAS

05/09/2018

Saiba como evitar o roubo de cargas durante os transportes

A incidência no índice de roubos de carga nos últimos anos tem preocupado transportadores e autoridades do setor. Segundo levantamento da Associação Nacional do Transporte de Cargas & Logística (NTC), nos últimos cinco anos o roubo de carga teve alta de 80% no Brasil, sendo que os estados do Rio de Janeiro e São Paulo detém cerca de 85% das ocorrências.

Os veículos transportadores mais visados são os de menor porte, pois além de possuir um menor volume de carga, estes podem circular nas áreas urbanas, fator que aumenta a frequência dos roubos. Esses furtos são os chamados "roubos de oportunidades", que são 80% dos casos. Os outros 20% referem-se a roubos em rodovias, onde os veículos transportam mercadorias em maior quantidade com maior valor agregado.

O Brasil é o sexto país no ranking dos mais perigosos para transportar carga. Se excluídas as nações atualmente em guerra, como Síria e Sudão do Sul, o Brasil passa a ocupar o topo da lista.

  

Confira algumas dicas importantes para auxiliar na prevenção de ocorrências de roubos e furtos.

1) Motorista:

- Atente-se para carros suspeitos, principalmente em pontos ermos do trajeto;

- Durante o pernoite, evite abrir a janela por qualquer batida na porta. Em caso de suspeita, avise a gerenciadora de riscos e órgãos de segurança;

- Evite parar em locais mais distantes da área movimentada dos postos de combustível ou próximo as saídas;

- Utilize a seu favor a tecnologia embarcada (botão de pânico, macros corretas, etc);

- Dê preferência às viagens diurnas. Grande parte dos roubos de carga ocorrem durante a noite, quando a visibilidade é menor e o trânsito nas estradas não é tão intenso;

- Siga as instruções de parada do gerenciamento de riscos e evite locais não recomendados;

- Em entregas urbanas, atenção para o envio correto de macros, pois este procedimento garante a sua visibilidade para a central de monitoramento;

- Ainda em entregas urbanas, mantenha a porta do veículo fechada ao movimentar a carga com carrinho para evitar furtos de mercadorias. 

 

2) Transportadores:

- Mantenha a pesquisa de cadastro dos condutores em dia, assim como a análise documental;

- Nem sempre o trajeto mais curto é o mais seguro. Procure planejar rotas que contenham mais postos de fiscalização, serviços de socorro e postos policiais. Consulte seu gerenciamento de riscos para melhor planejamento de suas viagens;

- Mantenha a manutenção dos equipamentos de rastreamento em dia, bem como a realização periódica do checklist dos veículos;

- O uso de iscas nas cargas e localizadores nas carretas tem sido um diferencial de segurança para alguns transportadores, colaborando com a localização de cargas e veículos roubados;

- Reforce constantemente com os motoristas as regras de paradas após início de viagem, lembrando que boa parte dos roubos ocorre em paradas antes dos 200 km rodados de distância das capitais e/ou locais de partida;

- Dê preferência ao transporte diurno. Entrada e saída de cargas de valores altos nas grandes cidades no período noturno tem alto índice de abordagens por ladrões, principalmente em regiões como Rio de Janeiro e São Paulo.

 

Segundo Cátia Muller, Gerente Nacional da Apisul Reguladora, os apontamentos colocados acima foram avaliados em eventos investigados e tratados na operação e, embora o trabalho de orientações aos transportadores seja constante, ainda são identificados casos em que regras básicas de segurança não são seguidas, facilitando a ação dos meliantes. "Administrar o transporte significa tomar decisões sobre um amplo conjunto de aspectos. Nesta dinâmica, algumas decisões operacionais acabam suprimindo questões de segurança importantíssimas, que precisam ser priorizadas para minimizar impactos negativos a curto e longo prazo. O momento pede ação forte e procedimentos firmes no gerenciamento de riscos", explica Cátia. 

Lembre-se: em caso de ocorrência de sinistro, a Apisul Reguladora trabalha com divisões especiais para atendimentos emergenciais, como Pronta Resposta 24 horas e Investigações, garantindo auxílio imediato. Conte conosco!

 

VOLTAR